Seguro de vida por invalidez: o que é e como funciona?

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 05/07/2021 Relatar Quero comentar

é, certamente, um assunto conhecido pela população brasileira. Mas, você já ouviu falar no seguro de vida por invalidez? Se sim, saiba que você está entre a minoria.

Seguros por invalidez são desconhecidos pela população em geral. Em situações adversas, que geram algum tipo de invalidez, geralmente as pessoas pensam na aposentadoria por invalidez do INSS e nem sequer imaginam que há um tipo de seguro que cobre esses tipos de adversidades.

Conhecê-lo é importante e poderá ser muito útil em alguns casos. Quer entender melhor sobre o seguro por invalidez? Então leia o texto e entenda mais sobre esse assunto!

O que é um seguro de vida?

De forma geral, um seguro é um contrato que você faz e que visa proteger seus familiares e dependentes que fiquem protegidos financeiramente em caso de morte ou acidente. O que muitos não imaginam é que esse seguro pode beneficiar até quem é o titular do seguro. Por exemplo, em casos de doenças e acidentes que o incapacitam permanentemente.

O seguro cobre, obrigatoriamente, o risco de morte, seja por causa natural ou por . Além disso, pode conter outras garantias, como invalidez por acidentes, invalidez permanente por doenças, doenças graves, incapacidade temporária e desemprego, além de outras possibilidades.

Há também a possibilidade de combinar esses tipos de coberturas em uma única apólice, mais geral. É o caso dos , por exemplo.

O que é invalidez permanente e quais os tipos?

Antes de acompanhar o que é e como funciona um seguro que cobre casos de invalidez, deve-se compreender o que se entende por invalidez. Podemos encontrar dois tipos de invalidez: a total e a parcial.

A invalidez permanente é definida como a consequência de um fato no qual algum membro do corpo, ou parte dele, perde as suas funções vitais. A partir desse momento, não é mais possível contar com esse segmento do organismo para desempenho de atividades que, usualmente, seriam efetuadas com segurança e bom desempenho.

Nesse caso, a invalidez definida como total seria, por exemplo, a perda da visão em ambos os olhos. A situação é irreversível e praticamente não deixa brechas para a reabilitação do indivíduo.

Por outro lado, a cegueira de apenas um olho poderia ser definido como invalidez parcial. Existe a possibilidade de exercer algumas atividades, apesar da grande dificuldade existente.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário