Free float: o que é e qual a importância para investidores?

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 02/07/2021 Relatar Quero comentar

O investimento em ações exige a realização de uma análise fundamentalista para que seja possível compreender riscos e oportunidades. Porém, além dos indicadores financeiros adotados, é preciso considerar outro critério: o free float.

Responsável por apontar a liberdade de circulação de ações de uma empresa, ele ajuda a evitar companhias com baixa liquidez ou com risco de fechamento do capital. Porém, é necessário saber como utilizá-lo para que as informações que ele fornece sejam avaliadas adequadamente.

Neste artigo, você entenderá o que é o free float e como ele pode ser usado em suas análises de ações. Confira!

O que é free float?

De modo livre, "free" pode ser traduzido como "livre", enquanto "float" corresponde à "circulação". A tradução dos termos ajuda a indicar o que ele representa no mercado financeiro. Na prática, o free float de ações representa o percentual de ações que estão em livre circulação no mercado.

Então, quanto maior for o free float de uma empresa, maior é o número de ações que estão disponíveis para compra dos investidores.

Como funciona esse conceito?

Para compreender o free float em ações, é fundamental descobrir como ele é calculado. Nesse caso, as ações livres desconsideram aquelas que estão em posse dos controladores, administradores e donos da empresa.

Também são desconsideradas as ações que fazem parte da tesouraria da companhia e as preferenciais de classe especial. Para calcular a livre circulação, é necessário usar a seguinte fórmula:

Free float = (Número de ações negociáveis no mercado / Total de ações da empresa) x 100%

Assim, quanto mais próximo de 100% for o resultado, maior é a livre circulação no mercado de ações. Por outro lado, quanto mais próximo de 0%, menor é a disponibilidade de negociação.

Qual a diferença entre ações ON e PN?

Ao considerar esse indicador, é válido fazer cálculos separados para ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN). Você sabe a diferença entre elas? As primeiras dão direito a voto, enquanto as segundas priorizam os investidores na distribuição de alguns pagamentos, como os dividendos.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário