Crédito pessoal para investir: vale a pena?

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 02/06/2021 Relatar Quero comentar

Procurando por empréstimo para investir? Primeiro, você deve saber que tipo de investimento deseja fazer: pessoal ou em seus negócios. Ou até mesmo, procurando capital para iniciar o seu próprio negócio. Planejamento financeiro nessa hora é o segredo para descobrir se o crédito pessoal valerá a pena ou não. Contudo, é importante saber onde você investirá também!

Lendico lista abaixo alguns pontos que podem ajudá-lo nessa escolha:

Afinal, qual o seu objetivo?

Primeiro, antes mesmo do planejamento financeiro, você deve saber qual o seu objetivo para com o crédito pessoal. Isso te ajudará, não apenas no foco do seu plano de negócios, mas também na definição de qual será a melhor linha de crédito.

Crédito pessoal para investir em novos negócios?

Então, o seu foco é abrir o seu próprio negócio? Caso ainda não tenha CNPJ ou MEI (Microempreendedor Individual), o crédito pessoal será a melhor saída. Dependendo do investimento que deseja fazer, uma linha de crédito pessoal com garantia ( saiba mais aqui) pode atender bem os seus objetivos. Já se o investimento para o capital de giro for relativamente baixo, o empréstimo oferecido pela Lendico, por exemplo, pode ser mais interessante.

E se eu investir em ações?

Esse tópico é delicado porque investir em ações requer mais do que dinheiro. Caso tenha interesse em ingressar no mercado de ações e entender como funciona a rotina de uma bolsa de valores, como a  BMF&Bovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo), indicamos que faça o curso gratuito e para iniciantes que a instituição oferece. Mas fique atento, pois se alguém lhe ofertar um investimento com retorno financeiro alto e sem riscos, saiba que isso é uma mentira! Logo, tenha cuidado com golpistas.

Então, vale a pena?

Quando partimos para o nossos próprio negócio todos os esforços valem a pena. Ainda mais quando vemos o nosso sonho do negócio próprio se tornar uma realidade. Contudo, como dissemos, se for tomar um crédito pessoal para usar em investimento no mercado de ações tenha cautela e saiba onde está pisando.

Lembre-se sempre do mais importante: o CET

Independente da linha de crédito pessoal que for escolher, atenção no  Custo Efetivo Total (CET). Afinal, do que adianta uma taxa de juros baixa se com todas as tarifas, o  CET ficará o dobro?

Comentário do usuário