Como a pandemia afetou o plano de carreira dos brasileiros

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 08/07/2021 Relatar Quero comentar

Insatisfação com atual trabalho, busca por propósito e vontade de fazer mudanças na carreira profissional aumentaram durante a crise estabelecida pelo novo coronavírus

A pandemia trouxe impactos diretos sobre o  plano de carreira dos brasileiros. Frente aos desafios econômicos impostos pelo novo coronavírus, mais gente passou a temer o desemprego, ao mesmo tempo em que passou a considerar a existência de um  propósito como algo muito importante para a  carreira profissional.

O resultado deste cenário pode ser notado em pesquisas, que demonstram que mais da metade dos brasileiros estão insatisfeitos com a atual situação da vida profissional e, embora muitos sintam medo em fazer a transição de carreira ou de emprego por conta do atual momento, planejam mudanças no futuro.

Novo plano de carreira considera propósito e equilíbrio entre vida pessoal e profissional

A pandemia chegou sem avisar e colocou em xeque a atuação de organizações de diversos setores e, junto delas, carreiras sólidas e estruturadas. Com as restrições de circulação, empresas fecharam as portas e a fila do desemprego aumentou.

Ao mesmo tempo, a circulação do vírus provocou perdas humanas no mundo inteiro e levou pessoas de diferentes idades e níveis escolares a se questionarem sobre os rumos de sua vida profissional, incluindo na reflexão critérios que vão bem além de ter uma carreira sólida e longa e dos valores que constam na folha de pagamento; entre eles estão propósito, equilíbrio entre vida pessoal e profissional, talentos e paixões.

Uma pesquisa realizada pela Mindsight, startup voltada para soluções para área de Recursos Humanos (RH), transparece este cenário. De acordo com o levantamento, 85% dos entrevistados consideram mudanças em seu plano de carreira, enquanto 73% têm a percepção de avanço lento ou estagnação no trabalho.

A mesma pesquisa aponta ainda que 57% dos profissionais estão desempregados e em busca de recolocação. Entre os empregados, 33% estão à procura de um novo trabalho.

Um outro levantamento realizado pela Pearson, empresa global de educação, constatou que 76% dos brasileiros passaram a repensar suas trajetórias profissionais por conta da pandemia e cerca de 60% disseram temer ter que mudar de carreira.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário