Cinco maiores estatais demitiram 25% dos funcionários desde o golpe contra Dilma

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 29/06/2021 Relatar Quero comentar

Os governos Temer e Bolsonaro contribuíram para elevar o desemprego não apenas com suas políticas recessivas, mas também com demissões diretas em empresas como Petrobrás e Banco do Brasil, seguindo a cartilha neoliberal de FHC

"As cinco grandes estatais federais do país — Banco do Brasil, Correios, Caixa, Petrobras e Eletrobras — perderam mais de 111 mil empregados entre o início de 2015 e março deste ano. Juntas, cortaram pouco mais de um quarto de seu pessoal nesse período, recuando para um total de 327.397, segundo o Panorama das Estatais, do Ministério da Economia", informam Glauce Cavalcanti , Carolina Nalin e Gabriela Medeiros, em reportagem publicada no Globo.

"As maiores baixas estão concentradas na Eletrobras (-45,8%) — em vias de ser concedida à iniciativa privada — e na Petrobras (-42%)", apontam as jornalistas. Isso significa que os governos Temer e Bolsonaro contribuíram para elevar o desemprego não apenas com suas políticas recessivas, mas também com demissões diretas em empresas como Petrobrás,. Correios, Eletrobrás, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Comentário do usuário