Superfaturamento é assunto em troca de mensagens no celular de vendedor de vacinas

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 07/07/2021 Relatar Quero comentar

CPI da Covid retirou sigilo das mensagens de celular do policial militar Luiz Paulo Dominguetti, que disse à comissão ter recebido proposta de propina de US$ 1 por dose de vacina.

A  retirou o sigilo das mensagens de celular do policial militar vendedor de vacinas Luiz Paulo Dominguetti.

A comissão descobriu que ele já falava em superfaturamento muito antes do jantar do dia 25 de fevereiro com o diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias. Nesse dia, Dominguetti teria ouvido o .

Nas mensagens, há um contato de Dominguetti com o coronel Romualdo, que chegou a ser citado por ele no depoimento à CPI em 1º de julho, no momento em que relatou o pedido de propina de US$ 1 por dose que teria sido feito por Roberto Dias, o então diretor de Logística do Ministério da Saúde.

No dia 6 de fevereiro, há um registro de uma ligação de Dominguetti para Romualdo, que responde que passou "para a frente a sua demanda”.

Em 8 de fevereiro, ele pergunta a Dominguetti se “aquele assunto evoluiu”.

Dominguetti responde: “Parece que vamos conseguir o que é certo e justo”. “Porém, já falei que, coisa errada, não conte comigo”.

O coronel pergunta: “O camarada lá no MS recuou?”

Dominguetti responde: “A atravessadores, sim”. E diz que o “que eles queriam é loucura”.

Romualdo fala: “Importante ver quem está nesse esquema lá no MS, identificar o servidor, para monitorá-lo”.

Dominghetti responde: "Sim".

A conversa continua.

O coronel diz: “Passei essa situação para frente no fim de semana... Estão me pedindo mais detalhes”.

Dominghetti diz que naquele dia haviam ligado para ele e dito que “iam avançar, mas não posicionaram ainda nada.”

O coronel responde perguntando quem ligou e diz: “Para a coisa chegar no presidente... tem que ter informação correta”.

Não está claro se era referência ao presidente Jair Bolsonaro.

Dominguetti concorda, e o coronel diz que passaria contato dele para um assessor do deputado Junio Amaral (PSL-MG).

Dominguetti encaminha uma imagem de outra mensagem e diz: “Cmt absurdo!” e “Queriam que eu superfaturado o valor da vacina para 35 dólares”. "Falei que ninguém fazia".

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário