Você sabia que o inicio do ano novo era no inicio de Março ? e não em Janeiro

O dia 1 de Janeiro é presentemente celebrado em quase todos os países como o primeiro dia do Ano Novo, mas isto não é universal. Budistas, muçulmanos, hindus, judeus e chineses, só para citar os exemplos mais conhecidos, têm outras datas de Ano Novo. Em 1967, o Papa Paulo VI declarou o dia 1 de Janeiro como Dia Mundial da Paz. Desde então, tem sido costume dos papas escolher um tema e escrever uma mensagem para este dia. A ONU reconhece este dia como Dia Universal da Confraternização, um dia de diálogo e paz entre os povos. Um dia reservado à reflexão sobre como queremos que o mundo seja no próximo ano e quando trocamos desejos de paz, felicidade, saúde, e prosperidade. No Brasil, o dia 1 de Janeiro é um feriado nacional desde 1949, de acordo com uma lei assinada pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra.

Réveillon significa "véspera" em francês, e vem do verbo réveiller, "acordar" - ou seja, a "véspera do despertar do ano". A palavra teve origem no século XVII para designar eventos populares entre os nobres franceses: jantares longos e extravagantes que se prolongavam até depois da meia-noite da véspera de datas importantes. Estas festas gastronómicas nocturnas eram realizadas várias vezes por ano, mas ao longo do tempo foram reduzidas até se limitarem à véspera de Ano Novo.

No século XIX, Réveillon transformou-se em moda nas colónias e áreas de grande influência da França - que eram muitas, uma vez que ela era a grande potência cultural da época. No Brasil, os primeiros Réveillons foram realizados na corte de Dom Pedro II, no Rio de Janeiro, e foram logo copiados pelas elites paulistas. Mas alguns detalhes foram posteriormente incorporados, enchendo o jantar francês com um sincretismo muito brasileiro.

1. Ano Novo no Império Romano

Foi Júlio César, em 46 a.C., que estabeleceu o dia 1 de Janeiro como o primeiro dia do Ano Novo, quando implantou um novo calendário. Até então, o Ano Novo foi festejado a 1 de Março. No dia 1 de Janeiro os romanos presentearam-se: os clientes aos seus patrícios e os cidadãos ao Imperador. O calendário juliano criou doze meses que totalizavam 365 dias distribuídos numa sequência de 31, 30, 31, 30... de Januarius a Decembris, com uma excepção de Februarius que tinha 29 dias (mas, de três em três anos, teria 30 dias). Mais tarde, o imperador Octávio Augusto, em 8 AC, governou que os anos bissextos ocorriam de quatro em quatro anos e que Februarius teria 28 ou 29 dias.

Janeiro, o primeiro mês, foi dedicado a Jano, um dos deuses mais antigos de Roma e sem equivalente na mitologia grega. Em sua honra, os januiahs foram celebrados no início de Janeiro. Cada primeiro dia de cada mês foi também dedicado a ele.

 O calendário dos deuses 

1 Ano Novo no Império Romano

2 Jano, o deus de Janeiro

3 As duas faces de Jano

4 O Ano Novo na Idade Média

5 O calendário gregoriano O Ano Novo hoje

Comentário do usuário