Por novo Bolsa Família, governo pode cortar outros programas sociais

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 19/07/2021 Relatar Quero comentar

Olá, querido amiguinho.  É claro que hoje ainda vou compartilhar com você um pouco sobre o aspecto financeiro do conteúdo, afinal de contas, você também sabe que sou principalmente para compartilhar o conteúdo financeiro, não estou brincando com você, vamos entrar no assunto principal e dar uma olhada no que estou compartilhando com vocês hoje.  

 Para as coisas financeiras nós todos temos dúvidas de uma forma ou de outra, nós lutamos para encontrar um emprego ou começar um negócio, e também pode ser sobrecargado por mudanças no mercado econômico, não posso dizer que tem um profundo conhecimento sobre as coisas financeiras, aqui é principalmente para fornecer o conteúdo e informação mais útil,  E fornece as últimas notícias, os relatórios mais atualizados e os dados mais autênticos.

O governo está estudando uma série de cortes, inclusive de outros programas sociais, para financiar as mudanças do Bolsa Família 2021. Entenda.

O planejamento do  novo Bolsa Família está sendo trabalhado desde 2020 e conta com várias mudanças no atual programa. Entre elas, está o  e, também, a adição de mais pessoas ao público atendido. Além disso, o governo está estudando uma forma de redesenhar e , como seguro-defeso e Farmácia Popular. 

Uma das propostas é  pago uma vez por ano no valor de um salário mínimo. De acordo com a equipe econômica, a finalização desse benefício geraria R$ 20 bilhões para serem investidos no Bolsa Família sem chegar ao teto de gastos públicos. O governo também pretende estimular o desenvolvimento econômico e social das famílias ajudadas.

Sendo assim, é possível que pessoas que trabalhem formalmente possam entrar para o programa. Pelas regras atuais, quem tem a carteira assinada não pode receber as parcelas. Assim, será feito um reforço no Bônus de Inclusão Produtiva (BIP) e no Bônus Incentivo à Qualificação (BIQ) para pagar bolsas a trabalhadores que  participarem de cursos de aperfeiçoamento.

Planejamento do novo Bolsa Família pode contar com cortes nas Forças Armadas

A equipe econômica também está avaliando possíveis  que possam financiar o novo Bolsa Família. De acordo com o jornal O Globo, a ideia seria  remanejar recursos que são mais aproveitados e incluí-los no planejamento do programa. Outra proposta feita por Paulo Guedes conta com o uso de .

O ministro da Economia chegou a sugerir que fosse criado um fundo para colocar esses valores que seriam utilizados no programa social reformulado. "Nós separemos lá os ativos que dão retorno ou os que vão ser vendidos e coloquemos isso nesse Fundo Brasil [...] para poder permitir um programa social mais robusto", disse. O novo Bolsa Família poderá ser lançado  a partir do segundo semestre de 2021.

Ou seja, as mudanças podem começar a valer assim que o auxílio emergencial for encerrado. Vale lembrar que esse deve ser prorrogado por mais dois ou três meses, sendo finalizado no mês de setembro ou outubro. O objetivo do governo é aterrissar a ajuda temporária em um programa mais completo. Entretanto, .

Consegui ler artigo partilhar convosco hoje, todos vocês vão pensar para comigo, segura-te tempo para fazer o que tu farias agora, não hesite em investir dinheiro ou começar um negócio à procura de um emprego, se ainda não sabe muito sobre as questões financeiras, por favor, siga o nosso site e nós forneceremos informações mais valiosas.

Comentário do usuário