Fátima Bernardes faz crítica certeira a discurso de Bolsonaro sobre “mimimi” em pandemia, e aponta “desinformação” na fala do presidente; assista

Matérias Oficiais(+10% Clicks) Yasmim 06/03/2021 Relatar Quero comentar

Fátima Bernardes não poupou críticas a Jair Bolsonaro no edição do “Encontro” de  hoje (5).

Ao abordar a situação do Brasil na pandemia do coronavírus, a apresentadora exibiu falas do presidente durante um evento em São Simão (GO) feito na última quinta-feira (4) — onde Bolsonaro declarou que os cidadãos estão de “frescura” diante do caos que está o país.

Em resposta, a apresentadora manifestou tristeza com a falta de compaixão e com a divulgação de desinformação do chefe de Estado.

“Olha, eu ouço isso com muita tristeza, isso não tem nada a ver com política, gente, isso tem a ver com piedade, com solidariedade, isso tem a ver com respeito a dor alheia, não tem a ver com uma questão política, é uma questão de você ter um certo estranhamento, de ele estar em uma cidade em Goiás que bateu um recorde de mortes e está passando por uma situação muito difícil”, defendeu ela.

Na ocasião, Bolsonaro afirmou que a população está fazendo “mimimi” sobre as mortes causadas pela Covid-19, e questionou a eficiência do lockdown.

“Nós temos que enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura, de ‘mimimi’. Vão ficar chorando até quando? Temos que respeitar obviamente os mais idosos, àqueles que têm doenças, comorbidades. Mas, onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”, indagou.

Fátima continuou seu desabafo na TV, ressaltando que o presidente do país está disseminando desinformação quando fala, em seu discurso, que os mais atingidos pela doença são somente idosos e pessoas com comorbidades.

“E o que preocupa, além de ser uma opinião que é ouvida porque é o presidente do país, é a questão da desinformação, porque ele fala ali na preocupação com os idosos, e claro que a gente tem que se preocupar com os idosos, só há uma grande desinformação. Porque nessa segunda onda, que chegou antes da gente se livrar da primeira, o número de pessoas jovens contaminadas é imenso”, declarou.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário
Você pode gostar