Fundo de investimento em ações: quais as vantagens e desvantagens de ter na carteira?

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 09/07/2021 Relatar Quero comentar

Entre tantas alternativas de , o fundo de investimento em ações é uma das mais procuradas. Ele é simples, acessível, popular e pode ser uma boa escolha para quem quer se expor ao mercado de risco enquanto aprende a dar seus próprios passos.

Mas é importante frisar esse detalhe: trata-se de um mercado de risco. Portanto, antes de tomar decisões de investimento na renda variável, é fundamental saber o que se está fazendo. Afinal, fundos de ações são simples de investir, mas podem ter uma mecânica complexa.

Neste artigo, você entenderá tudo o que precisa para garantir uma escolha inteligente e promissora para seus investimentos. A seguir, confira o que é, como funciona, quais são as vantagens e desvantagens dos fundos de investimento em ações e muito mais.

Boa leitura!

O que é um fundo de investimentos em ações?

Um fundo de investimento em ações se trata de uma modalidade coletiva para investir nesses ativos, sendo é gerido por um gestor qualificado. Assim, os investidores confiam, dentro de regras específicas, seus investimentos a profissionais que deverão buscar rentabilidade.

Como o nome do fundo indica, os gestores focam no  a fim de compor uma carteira de investimento lucrativa. Tudo acontece segundo estratégia própria de cada fundo, que deve ser determinada em sua lâmina.

Assim, os investidores sempre sabem, antes de investir, qual a classe dos principais ativos que compõem o fundo e qual a estratégia adotada. Isso é fundamental para a diversificação de portfólio e construção de estratégias de sucesso.

Como funciona essa modalidade de investimento?

É verdade que qualquer pessoa pode montar a própria carteira segundo a estratégia que preferir, mas nem todos são qualificados para gerir o patrimônio de outros investidores. Por isso, existem regras claras para a atividade de um fundo — e elas são determinadas por lei.

Assim, para ser gestor de fundo é preciso ter qualificação na área. Além disso, existem normas para cada modalidade. Os fundos de investimento em ações, por exemplo, devem alocar a maior parte de seu patrimônio em ativos desse mercado.

Saiba mais a seguir!

Composição

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário