4 Elementos Fundamentais de um Plano de Investimento

O Plano de Investimento deverá ser organizado em dossier, com a seguinte estrutura:

Sumário executivo; Descrição da actividade a desenvolver; Recursos necessários (físicos, financeiros e humanos); Plano do negócio (análise económica, financeira, da rentabilidade e de sensibilidades).

Cada capítulo do dossier deverá conter, pelo menos, a seguinte informação.

Sumário executivo

Resumo sintético de apresentação do tema.

Descrição da actividade

Neste capítulo deverá descrever sucintamente a actividade que pretende implementar, nomeadamente:

Identificar bens e serviços que pretende produzir, transformar e comercializar; Descrever o fluxograma produtivo (se aplicável), com a evidência das principais operações de produção / transformação, bem como das matérias a utilizar; Detalhar os mercados de destino dos bens e serviços e identificar as vantagens em relação à concorrência.

Recursos necessários (físicos, financeiros e humanos)

O presente capítulo deverá discriminar:

Identificação e valorização de todos os investimentos necessários, afectos a cada área funcional da Empresa, designadamente

Área da unidade industrial / outra

Equipamento de produção e transformação

Despesas intangíveis (licenciamentos, marcas, registos, estudos, entre outros).

Identificação da tecnologia a utilizar e grau de inovação adstrito.

Apresentação do cronograma de execução, repartido por meses ou trimestres.

Estimativa das fontes de financiamento, designadamente capitais próprios e capitais alheios.

De realçar a importância do equilíbrio entre as origens de capital. Acresce, a previsão das necessidades de fundo de maneio, situação crítica no início de uma atividade empresarial.

Nota: considere a oportunidade de financiamento do seu projeto, através dos incentivos do Portugal 2020.

Identificação do Quadro de Pessoal, detalhando funções, qualificação e necessidade temporal de admissões.

Plano de negócios (análise económica, financeira, da rentabilidade e de sensibilidades)

Pretende-se aferir a viabilidade financeira da atividade, sendo essencial definir pressupostos económicos e de vendas.

Estes pressupostos fidedignos, devidamente analisados e conjugados, permitirão:

Construir demonstrações financeiras previsionais da atividade; Medir a rentabilidade e a performance da Empresa.

Será muito importante realizar uma análise de sensibilidade – através da projeção de diferentes cenários e consequente alteração de pressupostos – com o objetivo de contribuir para uma tomada de decisão sustentada em boa informação.

Este plano poderá ainda suportar a apresentação do seu projeto a instituições de crédito, investidores ou parceiros de negócio.

Comentário do usuário