Falta de Massa Crítica x Crítica Falta de Massa: da formação da militância política de Direita no Brasil

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 06/07/2021 Relatar Quero comentar

Introdução: A Direita contra a Militância

Um fenômeno recente na política brasileira é o surgimento de uma militância de Direita. Há, entretanto, vozes na própria Direita manifestando-se contrárias a esse fenômeno. Argumentam tratar-se, inclusive, de uma contradição, pois haveria uma incompatibilidade entre o “conservadorismo” e a militância política. Essas vozes, apesar de movidas por boa vontade, estão equivocadas. Nisso, a Direita não é nenhum um pouco diferente da Esquerda; e nem poderia ser de outra maneira.

Direita Política: Popularização e Empobrecimento

Partidos políticos têm militância. Militância é um fenômeno de massas ligado a eleições democráticas: é a “infantaria” de um partido. Sem militância não se vence eleição alguma. A militância partidária pode agir motivada pela crença na autoridade das lideranças políticas ou por motivos menos nobres (i.e., comprada). Porém, um partido em campanha necessita de pessoas agindo no fronte em busca de votos.

É evidente que, ao ganhar corpo, um movimento político passa necessariamente a adotar formas mais empobrecidas. Outrossim, a adesão de tapados, tarados, e cafajestes é inevitável. Porém, apesar de serem ruins em si, não há outro jeito. A alternativa é ficar-se apenas na teoria, sem qualquer resultado prático. Portanto, é preciso defender um “alto conservadorismo”, sim, mas em conjunto com a popularização.

Ação Política: Liderança e Militância

Um movimento político, no qual partidos estão inseridos, é dividido em uma parte ativa e uma parte passiva. Compete à parte ativa mobilizar a parte passiva para que essa lhe dê votos e sustentação política. A parte passiva é composta por simpatizantes e eleitores. A parte ativa é formada por lideranças e militantes.

As lideranças são responsáveis por pensar e produzir o arcabouço teórico que justifica as , transformar essa teoria em prática, e conduzir o trabalho da militância. Os militantes são quem mantém contato direto com os simpatizantes e eleitores e quem reverbera os discursos e ações promovidos pela liderança.

Da teoria para a prática e da liderança para a militância, há uma simplificação e dogmatização daquilo que originariamente foi pensado e articulado pelos líderes. Nesse processo, perde-se algo do contato com a Verdade, em maiúscula. É essa perda que impele as vozes mais críticas à atual popularização. Contudo, há também uma aproximação à verdade, em minúscula – a verdade politicamente possível.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário