Indústria cobra tributação mais pesada sobre setor de Serviços

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 11/06/2021 Relatar Quero comentar

CNI sustenta que a carga da indústria de transformação é de 46,2% do PIB, enquanto no setor de serviços a carga tributária é de 22,1%

A Confederação Nacional da Indústria cobra tributação mais pesada sobre serviços. A CNI sustenta que hoje a carga da indústria de transformação é de 46,2% do PIB, enquanto no setor de serviços a carga tributária é de 22,1%.

O gerente de Política Econômica da CNI, Mário Sérgio Carraro Telles, avalia como um equívoco do ponto de vista econômico e social. "Significa que você está tributando mais o que é consumido pelos mais pobres em maior parte da sua renda e tributando menos o que e consumido pelos mais ricos. Os Serviços, para famílias que ganham até dois salários mínimos, representam 9% da cesta de consumo.

Enquanto para famílias que ganham mais, entre os mais ricos, acima de 25 salários mínimos, os Serviços representam 31%." A CNI defende a reforma tributária ampla, que introduza no Brasil o Imposto sobre Valor Adicionado (IVA) com alíquota uniforme sobre bens e serviços.

A indústria sustenta que um estudo do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea) mostra que a alíquota uniforme sobre todos os bens e serviços, o peso dos tributos sobre a renda cairá 2,4% às pessoas que ganham até R$ 250 por mês, os 10% mais pobres do Brasil, enquanto esse peso subirá 1,1% para quem recebe acima de R$ 6,3 mil, os 10% mais ricos da população.

Comentário do usuário