Quando começar a investir em ações?

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 28/07/2021 Relatar Quero comentar

A bolsa de valores tem atraído cada vez mais investidores de diferentes perfis — moderados ou arrojados, iniciantes ou mais experientes. As ações, de fato, podem ser uma oportunidade para lucrar, mas você sabe qual é o momento certo para investir?

Embora a lucratividade seja um assunto que desperta a atenção de muitas pessoas, é preciso considerar os riscos. Ao entender como a bolsa de valores funciona você pode evitar contratempos. Afinal, um cenário repleto de variações exige as estratégias certas para.

Nesse sentido, é interessante que todo investidor aprenda pontos relevantes para atuar no mercado acionário. Pensando nisso, descubra neste artigo quando investir em ações e acompanhe informações valiosas para acertar nas suas decisões no mercado financeiro!

O que é preciso considerar antes de investir em ações?

Para ter sucesso no mercado financeiro o investidor deve desenvolver habilidades específicas, conhecer o funcionamento da bolsa de valores e o próprio perfil. Esses cuidados ajudam a se planejar e dominar as estratégias para acertar nas decisões.

No entanto, esse processo é gradativo e pessoal, principalmente considerando que existem formas diferentes de lidar com ações. Isso significa que, além de entender sobre o mercado e o perfil, é imprescindível saber analisar o seu momento ideal para investir.

Veja o que considerar para saber quando investir em ações!

Conhecer o seu perfil de investidor

Um dos passos mais importantes para saber quando investir em ações é, como você viu, conhecer o seu perfil de investidor. Essa é uma informação essencial para direcionar o seu comportamento e a tolerância aos riscos.

O processo ainda ajuda a identificar os tipos de investimentos que mais combinam com seus objetivos. Os principais  são:

perfil conservador: é um investidor que não tolera riscos e, por isso, faz aplicações da maior parte do capital na renda fixa; perfil moderado: é um perfil que preza pela segurança e evita riscos, no entanto, tem uma carteira diversificada e se arrisca um pouco mais; perfil arrojado: é um perfil que está disposto a correr riscos, pois aceita a possibilidade de perda para buscar uma lucratividade expressiva.

Considerando que as ações têm maior riscos e que os resultados não são previsíveis, elas costumam ser mais adequadas para pessoas moderadas e arrojadas. Os conservadores normalmente não lidam bem com a volatilidade e a chance de perda.

Entender os seus objetivos

Além do perfil, todo investidor deve ter em mente os seus objetivos no mercado, de maneira clara e bem planejada. Isso facilita a busca por oportunidades. Afinal, cada investimento pode ser mais ou menos interessante para determinado plano.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário