Neymar pensou em desistir do futebol, mas o atacante do PSG aprendeu a ignorar os odiadores:"Perguntei a mim mesmo se deveria continuar"

Numa entrevista, Neymar confidenciou que já pensou em deixar de jogar futebol.

O craque brasileiro abordou o peso que a fama tem sobre a sua carreira e a pressão constante sobre si.

"Nunca vou perder a paixão pelo futebol, mas tive momentos em que quis parar de jogar. Uma vez cheguei ao ponto de perguntar a mim próprio se deveria continuar a jogar, já que as pessoas não gostam.

Ia para casa com a cabeça quente e então lembrava tudo o que fiz para chegar até aqui.

O amor que eu tenho pelo futebol e todas essas coisas sempre me acalmam e me trazem de volta à realidade", confessou.

Sobre a pressão que carrega e as críticas que recebe, principalmente nas redes sociais, Neymar confessa que não liga muito, mesmo sabendo que a família acaba por ler certos insultos e não gostar.

No ano passado, o jogador deixou o jogo entre PSG e Montpellier revoltado.

Na ocasião, a equipe do brasileiro venceu por 5 a 0, mas o atleta levou um cartão amarelo após tentar dar um lambreta no zagueiro Souquet. Após a partida, Neymar foi às redes sociais dizer que “só estava jogando futebol”. 

“Acho que hoje o mundo está muito sensível. É engraçado, acho que hoje em dia nada pode ser feito e ao mesmo tempo tudo pode ser feito e todos fazem de tudo.

Por exemplo, todos te julgam pelo que você faz e até pelo que você para de fazer”, posicionou o atacante.

“Redes sociais são um lugar onde muitas pessoas vêm e olham para uma parte da sua vida, te julgam, demonstram ódio e te invejam. É por isso que nunca levo os comentários a sério. Eu não gosto de ler coisas que não são legais, que não são necessárias. Mas, há pessoas ao meu redor, amigos, família e companheiros, que acabam lendo esses comentários e ficam chateados. O mundo está muito sensível por isso”, completou. 

O jogador ainda disse ser grato por ter a responsabilidade de ser o camisa 10 na seleção brasileira e no PSG e que não sente pressão em jogar pelas duas grandes equipes, apesar de saber que tem o compromisso de sempre tentar dar 100% de si. Mas reforça que, apesar do que todos esperam dele, foca em ouvir as pessoas próximas a ele. 

 “É muito fácil para as pessoas falarem sobre sua vida pessoal sem realmente conhecê-lo. Mas o verdadeiro eu, o verdadeiro Neymar, é bem conhecido pela minha família, pelas pessoas que trabalham comigo e pelos meus amigos. Eles me conhecem. Estas são as opiniões que me interessam. O que acontece no campo de futebol é algo que só quem joga pode entender e quem nunca jogou nunca vai entender. É simples assim”, finalizou o atacante.

Comentário do usuário