Quais novos hábitos o brasileiro deve ter para evitar aumento na conta de luz?

Matérias Oficiais(+10% Clicks) - Aline 22/07/2021 Relatar Quero comentar

 do consumidor brasileiro está mais cara a cada mês que se passa. Atualmente, as tarifas de energia elétrica contam com a incidência da bandeira vermelha no patamar 2. 

Este indicativo representa uma  cobrança extra de R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos. O valor anterior era de R$ 6,24. No entanto, os consumidores brasileiros podem ficar preparados, pois há a possibilidade de um reajuste que aumentará essa tarifa para R$ 11,50. 

Diante da crise hídrica que o país vem enfrentando com a escassez de chuvas, a tendência é para haver um aumento constante no valor mensal da  . Por isso, a alternativa mais viável para tentar driblar essa situação é adotar medidas de economia de energia. 

Dados apurados pela   apontam um aumento de 2,9% no consumo de energia residencial no período de 12 meses até janeiro de 2021. A   da   e Light passaram pelo reajuste na margem de 4,9% ficando em primeiro e terceiro lugar, respectivamente, no ranking de tarifas de energia mais caras de todo o Brasil. 

O cenário se torna ainda mais grave após tomar consciência de que o valor cobrado se baseia na inflação que está em alta, porém a condição de arcar tranquilamente com esta despesa é afetada pela queda na renda dos trabalhadores brasileiros. Isso porque, o desemprego em massa já atingiu mais de 14 milhões de pessoas.

O desemprego somado às recomendações de distanciamento e isolamento social em virtude da pandemia da Covid-19 resultaram no aumento da permanência dos cidadãos em casa, e consequentemente, no aumento no consumo de energia e no valor cobrado ao fim do mês na  .

De acordo com o coordenador Clauber Leite, do  , as mudanças de hábitos dentro de casa podem diminuir o consumo de energia entre 15% a 30%.

Neste sentido, é importante dizer que o principal  item dentro de uma casa que mais consome energia é a geladeira. Ligada continuamente, o eletrodoméstico gera um gasto de 30% do consumo total de energia em uma residência.

Uma prática que pode elevar ainda mais este percentual é o abre e fecha constante e desnecessário da geladeira, hábito que deve ser revisto.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário