Como prevenir pulgas em seu cachorro?

A chegada do verão aquece todas as partes do país! O que se segue são coisas às quais os amigos com cães precisam prestar mais atenção, como o horário de passear com o cachorro para evitar de queimar as patinhas.

Também temos que redobrar a atenção em relação à hidratação e mesmo com o risco de insolação. Pois é, o verão que quase todo mundo ama, traz uma série de cuidados que não podemos deixar passar.

Mas também é no verão que as pulgas costumam fazer a festa. Mas como são convidados super indesejáveis, a gente vai te deixar a par de tudo para que o seu amigão não contraia esse parasita!

As pulgas nascem de ovos que são comumente encontrados em locais que seu pet costuma frequentar, como grama, carpete e mobílias.

Os ovos são chocados e se tornam larvas que, depois de adultas, viram as pulgas. Durante a fase adulta, as pulgas fêmeas depositam seus ovos e o ciclo se renova.

Para que esses ovos eclodam e nasçam pulgas fortes e sadias, eles precisam de um clima quente e úmido promovido pelas chuvas tão características do fim de tarde. Então aí, sempre que estamos no verão, temos um aumento nos casos de pulgas nos cachorros.

Posso transmitir pulgas para o cachorro? Sim!

As pulgas não gostam da pele humana, portanto, normalmente, não somos hospedeiros, mas podemos ser transmissores.

Se você é como eu e não aguenta ver um doguinho na rua que já vai logo abaixando e fazendo carinho, saiba que, em raros casos, uma pulguinha pode pular em você e ficar até que você encontre um hospedeiro real: um gato ou cachorro.

Mas se ela te picar, pode acontecer algumas reações alérgicas como coceira, vermelhidão, inchaço ou mesmo erupção. Em qualquer um desses casos, consulte um médico.

Previna-se

Já ouviu o ditado que diz “Prevenir é sempre melhor que remediar”? Pois, é! Não está errado, não.

A gente sabe que a higiene foi muito comentada durante o ano por conta do Coronavírus. “Lave as mãos, deixe os sapatos fora de casa, lave as roupas com um pouco de álcool”, enfim, saiba que esses novos hábitos, antigos para alguns, podem evitar que você leve pulgas para seu cachorro em casa.

Manter o ambiente limpo e arejado evita a proliferação das pulgas, pelos motivos que eu falei lá em cima, lembra?

Clima quente e úmido. A gente até já falou um pouco sobre o assunto neste texto e lá citamos algumas marcas de produtos de limpeza que funcionam bem.

Não esqueça de lavar a caminha e quando não lavar, escovar e deixar um pouco no sol. Também é importante higienizar os brinquedos.

Check-up

Além de cuidar do ambiente, é preciso ficar atento se o seu cachorro apareceu se coçando, também é importante fazer uma varredura olhando entre os pelos. Se achar um pontinho preto pulando, é pulga!

No mercado existem diversos produtos anti-pulgas que são muito bons. Temos ampolas, sprays, comprimidos, shampoos, entre outras apresentações.

Você precisa ficar atento ao peso do animal, pois a quantidade vai variar de acordo com o peso. Aplicar uma dose maior, pode acarretar em intoxicação.

Outro ponto importante é saber de quanto em quanto tempo aplicar. Se o seu cachorro vive em um ambiente controlado, provavelmente a janela de aplicação vai ser menor.

Mas se tem muito contato com animais de rua, por exemplo, provavelmente o reforço terá de ser feito em tempo menor. 

Comentário do usuário