Imposto de Renda 2022: entenda as possíveis mudanças

Olá, querido amiguinho.  É claro que hoje ainda vou compartilhar com você um pouco sobre o aspecto financeiro do conteúdo, afinal de contas, você também sabe que sou principalmente para compartilhar o conteúdo financeiro, não estou brincando com você, vamos entrar no assunto principal e dar uma olhada no que estou compartilhando com vocês hoje.  

 Para as coisas financeiras nós todos temos dúvidas de uma forma ou de outra, nós lutamos para encontrar um emprego ou começar um negócio, e também pode ser sobrecargado por mudanças no mercado econômico, não posso dizer que tem um profundo conhecimento sobre as coisas financeiras, aqui é principalmente para fornecer o conteúdo e informação mais útil,  E fornece as últimas notícias, os relatórios mais atualizados e os dados mais autênticos.

Você que declarou o IR 2021, prepare-se: tem mudança para o Imposto de Renda 2022. De acordo com a  , órgão responsável pelo Fisco, essas mudanças resultarão em aumento de R$6,15 bilhões na arrecadação de impostos entre os anos de 2022 e 2024.

Mas, a boa notícia é que o valor pago de impostos será menor para o cidadão. Isso porque, o limite de isenção  para R$2.500. E com essa mudança, estima-se que 50% dos contribuintes passarão a não declarar o Imposto de Renda em 2022.

Além disso, o maior corte no Imposto será na faixa de R$3.000 e R$3.500 segundo as simulações do Ministério da Economia. A redução representa um total de 60,6% para o bolso do brasileiro, já que agora em vez de R$95,20, essas pessoas vão pagar  R$37,50.

Confira agora os principais pontos de mudança para o Imposto de Renda 2022.

Mudanças no IR 2022

A princípio, a reforma do Imposto de Renda elaborada pela equipe do ministro Paulo Guedes, responsável pela pasta de economia do Governo Federal, além de ampliar o número de pessoas isentas de IR e restringe o  desconto de 20% para quem opta pela declaração simplificada.

Outras mudanças como a diminuição de alíquota cobrada por pessoas jurídicas e a criação da cobrança de imposto sobre lucros e dividendos também são destaques nessa modificação.

Vale lembrar que a última mudança significativa ocorreu no ano de 2015, quando houve uma correção na tabela de alíquotas.

Quanto vou pagar de Imposto de Renda em 2022?

Apesar dos cortes, o Governo Federal passará a faturar R$6,15 bilhões entre 2022 e 2024 com essa mudança no recolhimento do Imposto de Renda.

Isso porque, o aumento no valor ganho de impostos se refere, principalmente, às  alterações no IR das empresas e na  tributação de lucros e dividendos recebidos pela pessoa física.

Confira agora como fica o Imposto de Renda em 2022. Para comparar, observe aqui como foi o  .

Até R$ 2.500 — alíquota de  0% (isento)De R$ 2.500,01 até R$ 3.200 — alíquota de  7,5%A partir de R$ 3.200,01 até R$ 4.250 — alíquota de  15%De R$ 4.250,01 até R$ 5.300 — alíquota de  22,5%Acima de R$ 5.300,01 — alíquota de  27,5%

Mudanças para a Declaração Simplificada

A partir de 2022, o  desconto simplificado de 20% será apenas para quem recebe até  R$40 mil por ano.

Conforme informações do Governo Federal, o desconto simplificado foi uma medida criada para facilitar o preenchimento da declaração numa época em que era feita apenas em papel. Essa medida vai  estimular o contribuinte a pedir nota fiscal.

Tributação de lucros e dividendos

Até o Imposto de Renda de 2021, a tributação de lucros e dividendos era isenta. Com a mudança no IR 2022, eles serão  tributados em 20% na fonte.

A isenção será para até  R$20 mil por mês para microempresas e empresas de pequeno porte. Esse novo modelo de tributação incentiva novos investimentos, já que estimula o reinvestimento dos lucros.

Pelo olhar do Governo Federal, o ato de não tributar os lucros e dividendos criava uma distorção na economia ao  .

IRPJ – Imposto sobre a Renda de Pessoas Jurídicas

Segundo a proposta, as mudanças na apuração do  IRPJ e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido ( CSSL), passará a ser feita somente de forma trimestral.

Atualmente, o contribuinte só tem duas opções:  trimestral e anual. Empresas com tributação anual precisam apurar e pagar estimativas mensalmente.

De acordo com a mudança proposta para 2022, haverá a permissão para compensar 100% do prejuízo de um trimestre nos três seguintes.

Ou seja, essas mudanças vão aumentar a produtividade, competitividade e emprego, estimulando os investimentos e gerações de postos de trabalho.

Enquanto os pagamentos de gratificações e participação nos resultados aos sócios e dirigentes feitos com ações da empresa não poderão ser deduzidos como despesas operacionais.

Por fim, não haverá benefício por remunerar seus executivos com bônus em ações. Porém, os pagamentos a empregados  seguem dedutíveis.

Consegui ler artigo partilhar convosco hoje, todos vocês vão pensar para comigo, segura-te tempo para fazer o que tu farias agora, não hesite em investir dinheiro ou começar um negócio à procura de um emprego, se ainda não sabe muito sobre as questões financeiras, por favor, siga o nosso site e nós forneceremos informações mais valiosas.

Comentário do usuário